Sessão nº 8
A simbologia e os significados na Bíblia (2)

 

Ler a Bíblia é compreender uma revelação. É procurar essa revelação na mediação de imagens, símbolos, e textos sempre centradas na cultura de milhares de anos atrás. Como não somos capazes de ler textos dos filósofos gregos, dos grandes escritores da cultura grega e/ou romana, etc. sem usarmos os significados atribuídos aos significantes da época, é por aí que temos de ir para perceber a Bíblia. Depois, há toda uma poética associada a cada texto. São quadros de uma poesia que deve ser “mastigada”, para percebermos bem a revelação do nosso Deus, passada a escrito por autores inspirados ou viventes de situações de enorme significado para os crentes num Deus único, omnipotente (cuidado com os significados), mas ternamente amoroso e sempre presente.

Continuemos o trabalho da simbólica dos números na Bíblia.

Qual o significado do número 3 na Bíblia?

Nada ou muito pouco tem a ver com o cardinal 3.  Antes da explicação:

A tradução do número 3 na Bíblia deve ser: perfeição, santidade, plenitude (no sentido de tempo da perfeição), totalidade (no sentido de todos/todas)

Localizemos passagens bíblicas onde este número aparece (apenas uma amostra – depois onde encontrarem já sabem como fazer/perceber):

– Os 3 filhos de Noé (Gen 6,10) representam a totalidade dos seus descendentes;
– As 3 vezes que Pedro negou a Jesus (Mt 26,34) simbolizam todas as vezes que Pedro lhe foi infiel
– As 3 tentações com que Jesus foi tentado pelo Diabo (representam todas as tentações que teve durante a vida);
– No Antigo Testamento (Is 6,3) chama-se a Deus 3 vezes Santo, ou seja, Aquele que tem toda a santidade (Is 6,3).
– O profeta Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia” (Jo  ) querendo significar
– Mateus viu três pessoas no momento da transfiguração: Jesus, Moisés e Elias (Mt, (a Nova Aliança, a Lei, os Profetas);
– Jesus ressuscitou no terceiro dia após sua morte (da vida humano/divina para a plenitude); – Deus abençoa três vezes (Nm 6,24-26).
– Três são os mensageiros que anunciam o nascimento de Isaac (Gn 18,1ss).
– É o número da plenitude (Ap 21,13) e da santidade (Ap 4,8).
– A Trindade é constituída de três Pessoas
– o Pai, o Filho e o Espírito dos dois;
– O tempo é constituído por 3 partes – o passado, o presente e o futuro;

Nós somos:

    1. Corpo
    2. Alma
    3. Espírito

Deus é:

    1. Pai
    2. Filho
    3. Espírito Santo

O templo de Deus hoje está divido em três partes:

    1. Cabeça
    2. Tronco
    3. Membros

Nove (3×3) também são os frutos do Espírito

    1. Amor
    2. Alegria
    3. Paz
    4. Longanimidade
    5. Benignidade
    6. Bondade
    7. Fidelidade
    8. Mansidão
    9. Domínio próprio

Três são as virtudes dadas por Deus

    1. Esperança
    2. Amor

Qual o significado do número 6 na Bíblia?

Nada ou muito pouco tem a ver com o cardinal 6.  Antes a explicação:
A tradução do número 6 na Bíblia deve ser: incompletude, imperfeição, caminho de santidade. Ter em atenção que referir múltiplos de 6 equivale ao mesmo. Por exemplo 6 x100.

 

Localizemos passagens bíblicas onde este número aparece (apenas uma amostra – depois onde encontrarem já sabem como fazer/perceber):

– Número 6 significa imperfeito, que não chegou à perfeição. O número da perfeição é o número 7.
– No Apocalipse (13,18) é repetido três vezes (totalidade), por isso o número da besta é 666. Imperfeição total!
– O número seis é o número do homem. Ele aparece pela primeira vez em Gen7,6, referindo-se à idade de Noé quando entrou na arca – 600 anos; 6×100. Não é idade de ninguém, mas o simbólico de luta pela imperfeição;
– Em Gen1,31 lemos sobre o sexto dia, quando “viu Deus tudo quanto tinha feito e eis que era muito bom”. Foi no sexto dia que Deus criou o homem, daí porque o número seis é referência ao homem, ao ser humano;
– Os seis dias da criação são sempre repetidos na Bíblia em conexão com o representante do sétimo dia. O livro do Êxodo menciona muitas vezes os seis dias (Êx 16, 26; 30, 11; 21,12; 23,10 -12).
– A nuvem cobria o tabernáculo durante os seis dias conforme Êxodo 24,16.
 – Quando o Senhor Jesus Cristo estava agonizando na cruz era a hora sexta, e as trevas tomaram conta de toda a terra (Lc 23,44).

Qual o significado do número 7 na Bíblia?

Nada ou muito pouco tem a ver com o cardinal 7.  Antes a explicação:

A tradução do número 7 na Bíblia está em Génesis 1,1 “No Princípio, criou Deus os céus e a Terra”. Esta afirmação foi escrita há cerca de 3500 anos, numa frase, em Hebraico, que tem SETE palavras. SETE é o número de Deus. Aquilo que Deus faz, a favor do homem, traduz-se, inúmeras vezes, na Bíblia pelo número sete. O SETE representa aquilo que está completo, a plenitude, o que é perfeito, aquilo que Deus faz a que nada falta e nada se lhe pode acrescentar.

Ter em atenção que referir multiplicação de 7 equivale ao mesmo. Por exemplo 7×7, 70×7.

 

Localizemos passagens bíblicas onde este número aparece (apenas uma amostra – depois onde encontrarem já sabem como fazer/perceber):

– É a soma de 4 + 3. Por isso é o número perfeito, indica o máximo da perfeição (Nm 23,4; Mt 15,36);
– Grande quantidade no sentido de plenitude (Is 30,26; Pr 24,16; Mt 18,21);
– Totalidade – o chegar à perfeição (Ap 1,4);
– Indica séries completas como no Apocalipse: 7 Cartas (Ap 2,3); 7 Selos (Ap 6,1-17); 7 cabeças (Ap 12,3). O Cordeiro imolado recebe 7 dons (Ap 5,12).
– O sábado é o sétimo dia; Deus fez a Criação em 7 dias – o dia em que o Criador descansou porque tudo era perfeito;
– A festa de Pentecostes acontece 7 vezes 7 dias depois da Páscoa. Aí os discípulos perceberam a plenitude através do Espírito Santo recebido;
– Cada sétimo ano é sabático (descanso para a terra e libertação dos oprimidos – Lv 25);
– Depois de 7 vezes 7 anos vem o Jubileu. Não se deve perdoar 7 vezes, mas 70 vezes 7 – totalidade/sempre (Mt 18,22).
A Festa das Trombetas era no primeiro dia do mês sétimo (Lev. 23,24).
– O dia da expedição era o “decimo dia do SÉTIMO mês” (Lev. 23,27).
– Jogo de números 10 (muitos) x 7. Moisés comunica o espírito profético aos 70 anciãos (Nm 11,16-17.24-25);
– O exílio na Babilônia é interpretado como a duração de 70 anos (Jr 25,11; 29,10; 27,7; 2 Cr 36,21; Dn 9). Tempo suficiente para o merecimento da plenitude;
– A tradução da Bíblia hebraica para o grego foi feita por 70 escribas e por isso recebeu o nome de LXX ou Septuaginta.
– Os Quatro Evangelhos recordam 7 frases de Jesus na cruz: 3 em João, 3 em Lucas e 1 em Mateus, que também é apresentada em Marcos. No texto grego, o número de palavras empregadas nas sete frases é 49 (7×7). A sétima frase de Jesus, na Cruz, foi: “Está consumado, Nas Tuas Mãos entrego o Meu Espírito”.
– 5 pães + 2 peixes = 7 – Episódio da “multiplicação” dos pães e peixes: (Marcos 6, 31-44; Mateus 14,13-21, Lucas 9,10-17 e João 6,5-15).

 

Mc 6, 38

38Ele disse-lhes: «Quantos pães tendes? Ide ver». E, tendo-o sabido, disseram: «Cinco, e dois peixes».

Mt 14,17

17Eles disseram-lhe: «Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes». 18Ele disse: «Trazei-mos cá».

Lc 9, 13

13Mas Ele disse-lhes: «Dai-lhes vós de comer». Eles disseram: «Não temos mais do que cinco pães e dois peixes.

Jo 6, 9

9«Está aqui um rapazinho que tem cinco pães de cevada e dois pequenos peixes. Mas que é isso para tanta gente?».

 

Em todos estes relatos não estamos a falar dum número efetivo, antes de um número simbólico. Fica um convite para a leitura de todo o episódio nos 4 evangelistas. Facilmente percebermos catequeses diferentes, pois a mensagem é para comunidades cristãs nascentes também diferentes. O importante é perceber que o 7 quer significar totalidade/plenitude. Com apenas 7 (cinco pães e 2 peixes) todos comeram e muito sobrou. Quando há partilha, quando todos estamos solidários nada falta e até sobra.

 

Qual o significado do número 12 na Bíblia?

Nada ou muito pouco tem a ver com o cardinal 12.  Antes a explicação:

A tradução do número 12 na Bíblia corresponde a Povo. Quando o redator bíblico queria referir-se ao povo de Deus utilizava o número 12. Jesus, sendo judeus, conhecia a simbólica hebraica. Escolheu 12 apóstolos (os discípulos foram muitos mais) para dar o sinal do novo povo de Deus – Nova Aliança.

Ter em atenção que referir multiplicação de 12 equivale ao mesmo. Por exemplo 12x12x1000= 144 000

– É o número da escolha: 12 tribos de Israel que formam o Povo de Deus no AT;
– É o número dos Apóstolos no NT (12) que formam o novo Israel, o Povo de Deus do Novo Testamento.
– Na literatura apocalíptica aparecem estas somas e múltiplos de 12.
– Os anciãos são 24, isto é: 2 vezes 12 (Ap 4,4).
– Os que serão salvos conforme (Ap 7,4) serão 144.000, isto é 12 x 12 x 1000! Número de totalidade (Ap 21,12-14). Portanto, todos os povos do AT x todos os povos do NT x muitos e muitos (o que representa o número 1000).
– Mt, 14,20
20Todos comeram e ficaram saciados, e recolheram o que sobrou dos pedaços: doze cestas cheias.”
Doze cestas de sobras. Quando há solidariedade, partilha, fraternidade ainda sobra para todo o povo (doze).

(Continua)